Lifestyle Minha Vida

Diário de uma futura ex-gordinha

21 de Março de 2017

E ontem foi segunda-feira, Dia Mundial do Regime.

Como sei que muitas pessoas (como eu) decidem iniciar suas dietas e retomar a academia no início da semana, escolhi o momento para fazer uma confissão:

Tô gordinha!

Antes de me recriminar e dizer “Ai, que exagero!”, deixa eu te contar: fui a um médico e estou com sobrepeso.

Tenho 1,60 m e estou pesando atualmente 59 kg. Sim, eu sei que a balança não é o mais importante, mas como estava me sentindo incomodada, resolvi marcar uma consulta com um nutrólogo, que logo de início providenciou uma bioimpedância (exame que avalia a composição corporal).

O resultado acabou confirmando o que as minhas roupas apertadinhas já estavam dizendo: estou com 29% de gordura corporal (o normal para alguém na minha faixa etária é entre 20% e 28%) e preciso muito emagrecer.

Mas você faz exercícios, como engordou?

Simples: comi MUITO!

Além de ter tendência a engordar, nos últimos tempos comi super errado e não estava mais tão ativa quanto costumava ser. O resultado foi bem justo e assumo que mereci cada quilinho a mais que ganhei.

Por que esse desespero em emagrecer?

Sem hipocrisia, gente. Não vou falar que é só saúde porque tentar usar uma roupa e ver que ela fica apertada ou desconfortável é péssimo. Outra questão ainda é o fato de eu dançar. Todos os movimentos ficam mais difíceis estando mais pesada (pelo menos para mim e para o Murilo, que tem que me erguer) e também, é muito complicado ficar bem em qualquer figurino estando fora de forma.

Mas então, o que você vai fazer?

Bem simples! Vou trabalhar em uma reeducação alimentar e voltar ao ritmo que levava com atividades físicas, mas tudo com supervisão.

Importante: gente, eu faço academia desde os 17 e vejo MUITA gente treinando por conta e fazendo absolutamente TUDO errado (alguns acham bonito postar vídeos ainda). Além disso, ainda existem as dietas milagrosas que prometem secar 10 kg em 7 dias, tudo isso bebendo só água de berinjela, agrião ou o que for. Uma sugestão: PAREM. Não existe recompensa sem esforço, então não esperem milagres. Cuidem de vocês e invistam em profissionais que possam auxiliar num bom resultado e com segurança. Seu corpo agradece.

Quem vai acompanhar minha dieta é o Dr. Antônio Carlos Meretka (CRM 8816-PR), nutrólogo, e meu treino físico será montado por um profissional de Educação Física (que ainda não sei qual, mas em breve conto aqui).

É isso! Vou postar mês a mês aqui os progressos e espero que isso possa motivar quem precisa ou quer levar uma vida mais saudável também. =)

You Might Also Like

4 Comments

  • Reply Gracielle 16 de Janeiro de 2018 at 15:38

    Como foi sua experiência com esse nutrólogo?

    • Reply Bruna Kimura 16 de Janeiro de 2018 at 15:42

      Foi boa, Gracielle!
      Nos primeiros meses, emagreci bastante. Engordei novamente apenas por ter parado de seguir as recomendações.
      Hoje em dia faço acompanhamento com uma nutricionista esportiva porque preciso de um trabalho mais focado, mas recomendo o Dr. Antônio.

  • Reply Thais Borges 10 de Janeiro de 2018 at 15:33

    Gostei muito do post, principalmente por você ser sincera, é difícil admitir que se emagrece sim por motivos maiores que a saúde, pois criticar padrões de beleza muitos fazem, mas é preciso ser sincero acima de tudo. Gostaria de conseguir dançar também, admiro quem faz isso, pois morro de vergonha e não tenho flexibilidade!

    • Reply Bruna Kimura 12 de Janeiro de 2018 at 17:05

      Obrigada, Thais!
      Seu comentário me deu energia para falar novamente sobre o assunto (até porque não cumpri essa meta).
      E você consegue dançar sim, com certeza! Só descobrir qual modalidade gosta!

    Leave a Reply